top of page
  • Equipe de Redação

Mentoria: o que você precisa saber?

Atualizado: 17 de nov. de 2022


Mentoria, mentoring, treinamento, motivação, aconselhamento, sucesso, direção, coaching, suporte, objetivos

Todos buscamos nos desenvolver de forma eficaz e inteligente. Estamos constantemente experimentando, crescendo e aprimorando o conhecimento para o desenvolvimento profissional ou pessoal. Mas, para isso, são necessários meios eficazes e alinhados ao seu objetivo individual, profissional e de sucesso, como é o caso da mentoria.


Mentoria, ou mentoring (em inglês), ao contrário do que muitos acreditam, não é uma consultoria, tão pouco um aconselhamento. Ela é uma forma de capacitar e treinar uma pessoa por meio do aprendizado onde um tutor mostra ao aprendiz os caminhos que pode trilhar e as melhores formas de se destacar, sempre mantendo a atenção no percurso.


Quais as vantagens?


Se a mentoria é uma ótima ferramenta de desenvolvimento, não podemos deixar de listar as principais vantagens. Conheça quais são elas:


1. Análise: um dos benefícios da mentoria é a análise profissional feita pelo mentor. Isso ajudará o profissional a identificar seus pontos positivos e os que precisam melhorar. Isso facilitará o processo de aprendizado. Além disso, garante que o mentee (pessoa que é mentorada) se conheça como profissional e se estabeleça como um.


2. Curva de aprendizado mais curta: o mentor irá mostrar as habilidades, as técnicas corretas e o melhor comportamento. Sendo assim, o processo de aprendizagem é muito mais rápido, pois ao invés de aprender tudo isso no dia a dia, após vários erros, o mentee irá aprender com seu tutor e terá a chance de pôr em prática com ajuda profissional.


3. Desenvolvimento pessoal: além do desenvolvimento profissional, uma mentoria garante um desenvolvimento pessoal. O mentor irá realizar um acompanhamento amplo, ajudando o profissional a se organizar em vários âmbitos de sua vida. Será possível compreender como equilibrar vida pessoal e profissional. As habilidades que irá desenvolver também podem ser usadas em seu dia a dia fora do trabalho.


4. Desenvolvimento a longo prazo: outra vantagem da mentoria profissional é que ela é feita a longo prazo e, com isso, o profissional tem a oportunidade de se desenvolver por mais tempo, acompanhando e guiando todos os seus passos.


Essas são apenas alguns dos muitos proveitos que um programa de mentoria oferece. Com essa ferramenta, vemos o amadurecimento do profissional diante das adversidades, proporcionando um aprendizado constante sobre as mais diversas áreas de atuação da sua carreira no mercado.


Para um empreendedor, por exemplo, a mentoria será importante para a tomada de decisão, a compreensão do modelo de negócio, a orientação na condução de demandas, etc.


Mas porque desenvolver um programa de mentoria nas empresas?


Em uma empresa, encontramos especialistas diversos, como o profissional do RH, das Finanças, das Vendas, do Marketing, da Tecnologia e de outros conhecimentos específicos da área de atuação da empresa. O “baú” de competências é enorme e pode ser compartilhado de maneira eficaz por meio da mentoria.


Mais do que isso, o que encontramos são pessoas com diferentes experiências de vida, que fizeram diferentes escolhas e seguiram diversos caminhos para atingir os seus objetivos e vencer as dificuldades do caminho. Ou seja, temos pessoas com muita bagagem profissional e pessoal que podem mentorear outras que estejam em um momento de vida, ou situação social, que precisem desse conhecimento.


Por isso, somando a vontade de partilhar os conhecimentos às vivências adquiridas e às necessidades de aprendizado, a Mentoria promovida pela empresa pode ser uma grande oportunidade de desenvolvimento de habilidades, competências e compreensão.


mentoria, mentoring, voluntario, voluntariado, voluntariadocorporativo, voluntariadoempresarial

Além da troca de conhecimento, o programa de mentoria em empresas também proporciona:

  • Colaboradores mais leais, engajados e sugestivos aos compromissos e objetivos da empresa;

  • Melhoria no desenvolvimento de habilidades e competências, como liderança, clareza em fala e espírito de equipe;

  • Compromisso com a qualidade e busca de excelência, pois colaboradores engajados revisam procedimentos e estabelecem práticas que reduzem a ocorrência de erros;

  • Aumento na produtividade relacionado à redução de custos vinculados a treinamentos e maior assertividade nos processos de execução;

  • Melhora do ambiente corporativo, pois fortalece e potencializa a capacidade de liderança do empreendedor e aplica técnicas que ajudam no aprimoramento das habilidades da equipe;

  • Maior procura e disseminação positiva da imagem da empresa;

  • Redução de custos por menor turnover.

O que o voluntariado tem a ver com isso?


O voluntariado corporativo é uma das mais eficientes estratégias do mundo empresarial.


A ação aumenta significativamente o engajamento e o desempenho dos colaboradores, promove a reputação positiva da organização, fideliza consumidores e estreita a relação na comunidade, maximizando os seus resultados e os impactos socioeconômicos.


Sabemos que existem muitos tipos de trabalho voluntário: há pessoas que querem colocar a mão na massa de forma física, seja pintando, recuperando locais, cozinhando, ensinando, produzindo itens para venda e angariação de recursos, etc.


O que muitas vezes não se avalia é que existem recursos internos, como as pessoas com experiência de vida, que podem mentorear os outros, ajudando a determinar objetivos de curto prazo.


Assim, é possível estimular a mentoria voluntária a fim de que o mentor e o mentee recebam os benefícios do programa. Para o aprendiz, os benefícios de ter um mentor sábio e confiável podem ser inúmeros. Particularmente, no início de uma carreira, aprender com alguém que já esteve naquele lugar, é extremamente valioso para o sucesso e o avanço. Um mentor pode ensinar sobre as responsabilidades específicas de um cargo ou todo um setor. Ele também pode orientar sobre os prós e contras do organograma, políticas, práticas e metodologias de negócios de uma empresa.


Mas o que ganha quem decide se tornar um mentor?

  1. Sentimento de dever cumprido: colaborar com o crescimento de outra pessoa e de forma sistemática melhora a percepção do cumprimento de propósito pessoal.

  2. Se sentir útil: ajuda a compreender que sua experiência pessoal e profissional pode servir outra pessoa, melhorando a autoestima e estimulando novos investimentos na carreira.

  3. Aumento da performance no trabalho: o processo de mentoria dá um novo gás ao mentor que, se sente estimulado a fazer mais e melhor.

  4. Continuidade dos seus conhecimentos para outra geração: sentir-se satisfeito por colaborar com sua experiência para orientar pessoas das gerações posteriores a sua.

  5. Melhora da network: ajuda a explorar novos campos de relacionamento com diferenciados nichos, permitindo novas e diversas oportunidades de contatos pessoais e profissionais.

  6. Compensação profissional: o mentor é visto não só pelo mentee mas também pelas outras pessoas da sua empresa, podendo se tornar referência de liderança em ensino. Tudo isso proporciona novas oportunidades de crescimento na escalada profissional.

Assim, todos esses benefícios podem ser experimentados pelo mentor voluntário que, além de colaborar com outro, também recebe resultados da prática em sua própria vida ainda que sem ganhos financeiros. Outro ponto que é possível pensar, é que, além da prática ser benéfica para as empresas que oferecem esse recurso de maneira voluntária, também é visto vantagens para a comunidade envolvida no programa.


A mentoria então, se constitui como uma ponte entre empresas e ONGs e as comunidades da região, promovendo programas de profissionalização e de aprendizagem. Nesse tipo de ação, os voluntários passam a ser mentores dos jovens proporcionando uma oportunidade gigantesca de inserção de jovens no mercado de trabalho.


Dessa forma, é possível oferecer uma formação de qualidade aos jovens, encurtar o distanciamento entre as ONGs e as empresas contratantes e inserir a juventude em funções e atividades que oferecem desenvolvimento profissional e comportamental. Durante esse processo, o mentor voluntário ainda tem a oportunidade de desenvolver novas competências e habilidades, além de contribuir de maneira estruturada com o desenvolvimento da comunidade.


Por outro lado, as empresas também ganham, tendo a oportunidade de aprimorar a preparação de seus aprendizes, engajar seus profissionais em uma atividade voluntária transformadora, aproximar a empresa da comunidade e contribuir com a melhora do seu clima organizacional.



bottom of page