top of page
  • Foto do escritorMatheus Rabelo

O porquê que você deve fugir do Greenwashing

Atualizado: 22 de mar. de 2023

O termo "Greenwashing" oferece desvantagens aos negócios devido ao teor inconsistente das pautas que divulgam.


ESG, greenwashing, lavagem verde, ecocapitalismo

Conceitos como o "Governança ambiental, social e corporativa (ESG)" cresceu nos últimos anos. Um levantamento feito no Google Trends pela Exame mostrou que o termo cresceu mais de 1200% no Brasil entre 2020 e 2022.

A estratégia carrega diversos benefícios, como longevidade da marca e clientes fiéis que se identificam com as causas. Porém, com a popularização da estratégia, diversos negócios buscaram o destaque utilizando o ESG, mas sem aplicá-la de fato.

O que é greenwashing?

A palavra "Greenwashing" significa "lavagem verde" em tradução literal. É utilizado quando as marcas utilizam de causas sustentáveis para se promoverem, mas não as praticam de fato ou não o fazem com qualidade.

Atualmente, se tornou tendência ser ecológico. Eventos como o Acordo de Paris e a Conferência de Estocolmo de 1972 pavimentaram o caminho de conscientização até os dias de hoje. Além dos cuidados ambientais, unir a empresa ao meio ambiente permite que o negócio se destaque no mar de concorrentes e agregue valor ao branding da marca.

Quais os efeitos do greenwashing?

Uma das principais desvantagens quando falamos de greenwashing é a perda de credibilidade da empresa. E não se engane achando que esse problema é como qualquer outro. Pelo contrário, é algo extremamente trabalhoso de recuperar, pois envolve os fatores subjetivos e as percepções do público acerca da marca. Além disso, quando você adota uma causa pela qual apoiar, a empresa mexe com emoções, com identidades, filosofias de vida e muitos pontos que podem ser íntimos das pessoas. Então, quando tudo é feito superficialmente e visando lucro, se torna um ataque ao que essa causa representa e, principalmente, ás pessoas que ela representa.

Como evitar a prática?

A chave é a consistência. Se quiser apoiar uma causa, estude. Conheça o perfil de quem luta por ela, quais as dores e o porquê dela ser relevante. Uma vantagem ao seu favor, como empreendedor, é poder utilizar de algo que se conecte com o que você vende.

Por exemplo, se você vende lanches, é possível unir o que o seu negócio faz a um projeto de proteção ao meio ambiente, como disponibilizar a coleta seletiva no local de trabalho. Dessa forma, os clientes podem descartar o que utilizarem para consumo nos cestos certos. Quando essa junção é feita, se torna mais fácil se aprofundar na temática e acompanhá-la nas atualizações.

Desenvolver um programa de voluntariado corporativo também é uma ótima maneira de manter a consistência. Com ele, sua empresa estará sempre envolvida em ações, utilizando da disponibilidade dos funcionários para executá-las! O fator também os estimula a serem porta-voz do negócio, atribuindo mais credibilidade e legitimidade.

Fazer o bem não precisa ser difícil

Hoje em dia, as marcas buscam agregar valor para além do serviço ou produto que vendem. É algo no cerne que causa a identificação e te destaca como referência. Porém, para conseguir essas vantagens, é importante que o processo seja genuíno e bem organizado. Isso não quer dizer que será difícil, apenas que exige compromisso. E, lembre-se: o primeiro passo é apenas querer.

Comments


bottom of page